Blog

09 out

Caixa reduz juros de crédito imobiliário

A Caixa Econômica Federal anunciou, nesta terça-feira, a redução dos juros para financiamentos imobiliários com recursos do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo). A taxa mínima passou de 8,5% ao ano mais a TR (Taxa Referencial) para 7,5%, mais a TR (que atualmente está zerada).

A redução foi noticiada pelo portal de Economia do UOL. Segundo a matéria, a taxa máxima será de 9,5% mais a TR. Esta é uma reação do banco à decisão do Bradesco e do Itaú, que reduziram os juros do financiamento imobiliário. É possível fazer as simulações no site da Caixa.

A primeira instituição a tomar iniciativa foi o Itaú, que cobrará a partir de 7,45% + TR. Em resposta, o Bradesco anunciou redução de juros do crédito imobiliário a partir de 7,3% ao ano + TR. No caso da Caixa, a redução ocorre nas linhas abaixo:

  • SFH (Sistema Financeiro de Habitação), para imóveis de até R$ 1,5 milhão, que permite o uso do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço)
  • SFI (Sistema Financeiro Imobiliário), para imóveis acima de R$ 1,5 milhão e sem possibilidade do uso do FGTS

 

Segunda redução dos juros de crédito imobiliário da Caixa

Em junho, a Caixa já havia anunciado uma redução de até 1,25 ponto percentual nas operações do SBPE, segundo o UOL. Além disso, o banco também divulgou a criação de um programa para renegociar contratos de financiamentos habitacionais para pessoas físicas.

É importante destacar que a Caixa é líder do mercado imobiliário no país, com 69% de participação. Até o momento, 114 mil clientes procuraram o banco para renegociar suas dívidas, o que corresponde a R$ 10,1 milhões.

Em agosto deste ano, uma nova linha de crédito foi aberta para o financiamento de casa própria, com juros entre 2,95% e 4,95% ao ano, mais a infalção oficial do país, medida pelo IPCA (Índices de Preços ao Consumidor Amplo). Esta linha está disponível apenas para novos contratos e pode ser utilizada para financiar até 80% do valor de imóveis novos e usados, com o prazo de até 360 meses e valor da parcela corrigido mensalmente.

 

Você vai gostar de ler

Deixe seu comentário

Compare